Quando se fala em China qualquer turista pensa em encontrar pontos turísticos clássicos, como a Grande Muralha ou os incontáveis templos budistas, mas jamais dar de cara com igrejas ou placas escritas com o nosso familiar português. No entanto, naquela imensidão territorial do Sudeste Asiático até isso é possível se o viajante escolher Macau como destino.

Última colônia europeia na Ásia, Macau, na República Popular da China, esteve sob domínio de Portugal até dezembro de 1999, ou seja, não tem nem 20 anos de independência europeia. A região que reúne a Península de Macau e as Ilhas Coloane e Taipa, vale destacar, não tem apenas sua colonização portuguesa como curiosidade. É conhecida também como a “Las Vegas Chinesa” e é considerada a capital dos jogos no oriente.

A população macauense é, em sua maioria, flutuante – com pouco mais de 500 mil habitantes fixos e mais de 25 milhões de turistas vindos de todas as partes do mundo. Os setores de jogos e turismo são os maiores responsáveis pelo crescimento econômico. Grandes redes de hotéis e cassinos se instalaram na região, que continua em pleno desenvolvimento.

O que o viajante vai encontrar de curioso em Macau

Macau é um lugar surpreendente. Com uma arquitetura fora do comum na China, mistura monumentos e construções antigas com os hotéis modernos. No centro histórico, os visitantes vão encontrar prédios preservados, igrejas e outros elementos que formam um conjunto arquitetônico importantíssimo, declarado pela Unesco como Patrimônio Mundial.

As duas regiões da cidade, Macau (no continente) e a Ilha de Taipa, são ligadas por pontes e passagens de veículos e pedestres. O trajeto dos passeios pode se feito a pé, tanto durante o dia quanto a noite, quando as luzes e néons dos arranha-céus e da Macao Tower iluminam os caminhos.

Para quem prefere conforto, bicicletas com motorista, no melhor estilo chinês, podem ser alugadas para um tour pela cidade. Os carros que circulam pela região também são bastante interessantes e divertidos. Muitos enfeitados de bichinhos de pelúcia como Hello Kitty, Ursinho Puff, entre outros personagens de desenhos.

A meca dos jogos no oriente

Em Macau a diversão é garantida para os fãs de jogos. Os tradicionais cassinos como o Grand Lisboa e Sands dividem espaço com os modernos MGM e Wynn. Na Cotai Strip, similar à norte-americana Las Vegas Strip, estão grandes empreendimentos como Galaxy, City of Dreams, Hard Rock e The Venetian Macao (maior cassino do mundo).

São mais de 35 unidades instaladas em Macau, principalmente dentro dos luxuosos resorts. Nas grandiosas instalações, os praticantes do poker podem participar das melhores mesas dessa modalidade. Grandes torneios mundiais fazem parte do calendário de eventos de Macau, assim como uma sala fixa da PokerStars pode ser encontrada no City of Dreams.

A relação com a cultura portuguesa

No centro histórico podem ser visitados 25 pontos turísticos importantes. Entre eles estão as Ruínas de São Paulo, o Museu de Macau e o Largo do Senado, com seus calçadões de pedra, paredes de azulejos, sinalização e placas nos prédios em português.

Mas não pense que vai ver ou ouvir apenas a língua de Camões por lá. A atual população fala um dialeto mandarim, o cantonês. Inclusive existem fortes correntes tentando preservar o português, justamente para Macau continuar sendo um lugar diferenciado do resto da China.

A gastronomia macauense também é uma das características que diferenciam o lugar. A cozinha ocidental e oriental convive numa harmonia de sabores incrível, apresentando grande variedade nos cardápios dos restaurantes locais. Entre bacalhoadas e pastéis de Belém estão casas com comida chinesa típica e outras que misturam os dois estilos.

Os melhores restaurantes, bares, casas de chá e “pastelarias” (nome das docerias) estão na Ilha de Taipa, Sands Cotai Central, Praça do Senado e nas proximidades do The Venetian. Entre os restaurantes obrigatórios estão O Santos e A Lorcha, com várias receitas tradicionais e famosas da cozinha lusitana.

Compras em Macau

As compras em Macau podem ser interessantíssimas. Artesanato típico, joias em ouro e pedras preciosas, antiguidades, porcelana chinesa e roupas de seda, veludo ou caxemira, com bons preços, são os produtos mais cobiçados pelos turistas.

Garimpar lojas exóticas pode render compras, no mínimo, curiosas. Entre os produtos inusitados, mariscos secos, chás diferentes e poções inacreditáveis da medicina chinesa. Nos grandes centros comerciais e shoppings os turistas fazem a festa nas lojas com gadgets eletrônicos de última geração, relojoarias internacionais, grifes famosas e outros produtos modernos com preços excelentes, em boa parte, por ser zona franca.


E aí tem algo escrito errado? Ficou com alguma dúvida ou tem alguma sugestão de matéria para O DesaForado? Envie para nós clicando no botão abaixo e não esqueça de deixar seu comentário abaixo.

Enviar Dica


Fonte: Momento Curioso

Deixe uma resposta