O próximo sucessor do Hubble e tão esperado telescópio espacial James Webb quem tem data previsa para ser lançado em 2018, já tem um possível sucessor também, talvez não bem um sucessor, mas um companheiro, estou falando do maior de todos, o HDST (High-Definition Space Telescope).

“Pela primeira vez na história, os seres humanos tenham atingido o ponto em que é possível construir um observatório espacial que revolucionária e tem a capacidade de encontrar dezenas de mundos semelhantes à Terra e, possivelmente, alguns com sinais de vida. Este uso geral, instalação de longa duração seria a principal ferramenta para as próximas gerações de astrônomos, produzindo avanços científicos de transformação em todas as áreas de astronomia e astrofísica da física de buracos negros a formação de galáxias, a partir de estrela e formação de planetas do Sistema Solar. O impacto público inspirado associado provavelmente superior ao de todos os outros empreendimentos astronômicos atuais e passados.” – hdstvision.org

Diferença Hubble e HDST

A simulação mostra o detalhe nas imagens de uma galáxia, que se obtém com um telescópio HD (à direita) em comparação com o Hubble (à esquerda) (Ilustração: D. Ceverino, C. Moody, e G. Snyder, e Z. Levay)

Hubble ainda tem alguns anos pela frente para fazer importantes descobertas e seu sucessor, o Telescópio Espacial James Webb, vai começar a digitalizar os céus em 2018. No entanto, os astrônomos sabem que nunca é cedo demais para começar a pensar sobre o que se segue.

“O povo da NASA disse que não devemos ter medo de ser ousado”, diz Marc Postman, do Instituto de Space Telescope Science e membro do comitê de cientistas e engenheiros que elaboraram o relatório.

Os astrônomos têm aprendido por experiência que cada grande aumento dos telescópios, leva a descobertas que ninguém poderia ter antecipado. Um exemplo que fez manchetes foi em 1995, quando Hubble descobriu bilhões de galáxias na borda do universo visível.

Hubble, James Webb e HDST

Comparação entre os espelhos primários do Telescópio Espacial Hubble, o telescópio espacial James Webb, e da proposta de Alta Definição Telescópio Espacial (HDST) . Neste conceito, o HDST primário é composto por 36 segmentos de 1,7 metros. Segmentos menores podem também ser utilizados.
Crédito da imagem: C. Godfrey (STScI)

Fonte: https://curiosidadeslegais.org/621/sucessores-do-hubble-james-webb-em-2018-e-grande-hdst-em-2030/

Deixe uma resposta