No último domingo (28/06), um casal armado, que ainda não foi identificado, apontou armas para manifestantes que passavam em frente à casa deles. Isso aconteceu na cidade de St. Louis, no estado do Missouri, nos Estados Unidos. Entretanto, no momento em que os manifestantes passaram pela casa do casal, não houve nenhum tipo de confusão ou atos violentos por parte dos manifestantes. Portanto, não havia a necessidade do casal ter apontado armas para os participantes do protesto.

De acordo com manifestantes, eles escavam a caminho da casa da prefeita de St. Louis, Lyda Kewson. Assim, a ideia era se pronunciar contra as atitudes da prefeita e pedir sua renúncia. Contudo, como o casal, a prefeita moram no mesmo bairro nobre de Central West End. Sendo assim, ao passar pela residência do casal, o casal apontou uma pistola e o que parecia ser um rifle semiautomático para mais de 500 manifestantes.

Por que o casal começou a ameaçar os manifestantes?

Em diversos vídeos, é possível ouvir participantes do ato orientando os manifestantes a seguirem em frente e ignorarem as ameaças. Nos vídeos, também é possível ouvir o homem repetindo: “propriedade privada, caiam fora”. De toda forma, as cenas foram interpretadas como algum tipo de ameaça para que os manifestantes saíssem daquela região. Em determinado momento do vídeo, a mulher, ainda armada, chega a se aproximar de alguns manifestantes que passavam pela calçada. Pelas imagens, também não ficou exatamente claro se a polícia estava presente durante o incidente.

Segundo o jornal The Guardian, o casal teria sido identificado como Mark e Patricia McCloskey. Dessa forma, tudo que sabemos sobre eles, é que eles são advogados e sócios de um escritório de advocacia que leva o sobrenome dos dois. Além disso, eles também são donos da mansão que aparece no vídeo.

Ainda segundo o jornal, mesmo com a atitude considerada por muitos como racista, uma vez que o protesto possuí, em sua maioria, manifestantes negros, Mark atualmente defende um homem negro que acusa um policial de agressão. Enquanto isso, Patricia, sua esposa, é membro do conselho de ética da Associação de Advogados do Missouri.

Os participantes do protesto estavam em busca de justiça

O protesto em questão fazia parte das manifestações que se iniciaram com a morte de George Floyd, um homem negro que foi cruelmente assassinado por policias brancos, mesmo sendo inocente e estando algemado. Esse episódio trágico aconteceu no último mês, em Minneapolis, nos EUA. Junto a isso, as manifestações estão associadas ao movimento Black Lives Matter (Vidas Negras Importam, em tradução livre), que lutam contra a violência direcionada às pessoas negras.

Em seu Twitter, Kristen Clarke, presidente e diretora executiva do Comitê de Advogados de Diretos Civis nos Termos da Lei, escreveu que “isso é uma demonstração não provocada de força letal”. Ainda sobre o episódio do casal McCloskey, Donald Trump, presidente dos EUA, também havia compartilhado o vídeo. No entanto, ele não escreveu nada e logo apagou o tweet. De acordo com usuários da rede social, eles estariam apoiando o casal e a publicação acabou se enchendo de críticas ao presidente.

Essa matéria Qual é a história desse casal armado em frente a manifestantes nos EUA? foi criada pelo site Fatos Desconhecidos.

Fonte: https://fatosdesconhecidos.ig.com.br/qual-e-a-historia-desse-casal-armado-em-frente-a-manifestantes-nos-eua/

Deixe uma resposta