Quando assistimos filmes de ficção científica das décadas passadas, dá até vontade de rir. É mais do que comum ver a humanidade explorando o Universo, colonizando Marte e interagindo com robôs, mesmo sem smartphones ou tablets. A nova dúvida é: será que daqui à 20 anos pensaremos a mesma coisa da ficção científica atual? Irá Donald Trump inaugurar os Jogos Vorazes? O futuro está mais próximo do que pensamos e aqui estão seis invenções da ficção científica que estão prestes a se tornar realidade.

Pistolas a laser

pistola a laser

É difícil imaginar qualquer filme – ou jogo, ou quadrinho ou até livro – sci-fi sem pistolas ou espadas a laser. Ano passado, o exército dos EUA anunciou que iria começar a financiar o desenvolvimento, construção e testes de armas a laser. Isso mesmo, em breve os militares serão capazes de transformar mísseis em pó a partir do conforto de suas bases militares secretas.

Ei, nós já voamos em aviões e a maioria dos conflitos atuais estão sendo combatidos com drones. Então por que não adicionar lasers à mistura? O exército dos EUA afirma que, até o ano de 2023, as armas a laser serão totalmente funcionais. É apenas uma questão de tempo antes que esta tecnologia fique disponível aos civis, espero que antes que os alienígenas invadam a Terra – afinal, temos de nos proteger também.

Carros voadores

carro voador

Lembra como foi em 1999, quando todos esperavam carros voadores por causa da versão do século XXI dos Jetsons? Bem, parece que estamos mais perto desse objetivo do que nunca. Em 2015, uma equipe eslovaca chamada AeroMobil revelou que estava começando a construir o primeiro “aerial roadster,” um carro que poderia ser usado tanto na estrada como no ar. Estamos falando de voo real, a la Jetsons. Ainda melhor: os carros estão programados pra estarem disponíveis em 2017!

Óbvio que preço será absurdo, mas os entusiastas dos carros de luxo e pessoas podres de ricas poderão desfrutar de seus próprios carros voadores tão logo eles chegarem ao mercado. Então, se você por acaso for um bilionário, provavelmente poderá começar a voar pela estrada em breve. Naturalmente, muitas reformas urbanas terão de ser feitas – como se nossas ruas já não estivessem bagunçadas o suficiente. Isso nos faz pensar como esses carros afetarão as leis de trânsito e os sistemas interestaduais – adeus pedágio. Além disso, seremos capazes de dobrar nossos carros numa pasta, também como os Jetsons? Isso seria conveniente num supermercado aos sábados.

Capa de invisibilidade

capa da invisibilidade

Ghost in the Shell, Os Vingadores e, claro, a franquia Predador são bons exemplos do uso infame da tecnologia de invisibilidade. Nós também já vimos isso sendo usado em Harry Potter, porque o poder de se tornar totalmente invisível é exatamente o tipo de habilidade que você dá a um adolescente. Quanto à vida real, enquanto um manto de invisibilidade ainda não está em produção, a tecnologia de camuflagem está em sua fase inicial há quase quatro anos.

Cientistas no Reino Unido, em particular, começaram os primeiros passos em direção ao segredo da tecnologia de camuflagem. A ciência por trás dela é estranha, complicada e provavelmente levaria uma carreira acadêmica inteira pra explicar, mas em suma: ele usa a óptica e metamateriais pra afastar a luz do objeto, tornando-o invisível a olho nu. Embora nenhum protótipo tenha sido desenvolvido, a teoria está lá, faz sentido e isso é mais do que suficiente pra valer as pesquisas.

Hologramas falantes

hologramas falantes

A Microsoft é uma das principais desenvolvedoras do mundo em tecnologia inovadora. Enquanto a maioria de nós provavelmente está feliz com iPhones e smartphones, a Microsoft está transformando outro aspecto da ficção científica em ciência real: hologramas falantes – se eu dissesse o quão empolgado estou sobre esse desenvolvimento, você pensaria que a Microsoft me subornou.

A Microsoft já está oferecendo aos entusiastas da engenharia, estudantes, hobbyists e pesquisadores – pelo pequeno custo de US $ 3.000 – a chance de participar do estágio beta do desenvolvimento do que é chamado de HoloLens. Embora não se saiba muito sobre o HoloLens no momento, estamos esperando que a Microsoft entregue a notícia numa conferência de imprensa completa com todos os anúncios comerciais cativantes habituais.

Smartphone de tatuagem

smartphone tatuagem

De volta aos anos 90, as pessoas brincavam sobre como os celulares ficariam cada vez menores e, finalmente, seriam implantes em nosso cérebro – como em Ghost in the Shell. Aparentemente, os pesquisadores do MIT gostaram da ideia e desenvolveram tatuagens metálicas com interface eletrônica de smartphones e notebooks. Isso significa que em breve será desnecessário realmente possuir qualquer um desses dispositivos vendidos separadamente por preços exorbitantes – não vou dar nome ao boi, mas a empresa tem o nome de uma fruta.

Em qualquer caso, essas tatuagens – chamadas DuoSkin – estão em desenvolvimento, foram testadas e, até agora, são totalmente funcionais. Você pode controlar sua seleção de música, seu mouse e praticamente qualquer coisa em seu smartphone ou computador. Melhor ainda? É completamente personalizável, o que significa que você projeta sua tatuagem, decide quando, onde e como vai usá-la e qual vai ser sua interface. Fico feliz que tatuagens sejam o primeiro passo entre a mistura do ser humano com as máquinas em vez das peças robóticas que imaginamos por tanto tempo.

Telepatia

telepatia

E se você pudesse ler as mentes dos seus parentes? E se você pudesse se comunicar sem pegar um telefone, tirar uma foto ou falar uma palavra? Você pode muito bem ser capaz em breve, pois os cientistas recentemente concluíram a primeira tentativa de investigação pra provar que a telepatia mental é uma coisa real e plausível, remetendo aos méritos da evolução da humanidade. O teste inicial foi realizado em ratos de laboratório pelo neurocientista Carlos Grau da Universidade de Barcelona. Os ratos foram conectados a um dispositivo chamado eletroencefalográfico – EEG -, que pode “ler” e pegar sinais de assuntos na Índia.

O EEG transmitiria então os registros pra França através de um TransCranial Magnetic simulators, “simulador de magnética transcraniana” – TCM. Não só os ratos conseguiram se comunicar através de “ondas cerebrais” reais, mas as margens de erro estavam bem abaixo das expectativas. O que isso significa pra humanidade, então? Isso significa que a comunicação pode ser completamente revolucionada se esses testes forem implementados em seres humanos e poderia ainda quebrar as barreiras de comunicação em todo o mundo. Agora, sim, isso também poderia significar que poderíamos acabar como aquelas criaturas na Máquina do Tempo de H.G. Wells, mas não vamos destruir nossa Lua e nosso mundo pra facilitar uma dupla evolução da humanidade, certo?


E aí tem algo escrito errado? Ficou com alguma dúvida ou tem alguma sugestão de matéria para O DesaForado? Envie para nós clicando no botão abaixo e não esqueça de deixar seu comentário abaixo.

Enviar Dica


Fonte: Acredite ou Nao

Deixe uma resposta