Viajar é simplesmente um remédio para quase tudo na vida: depressão, melancolia, crise de criatividade. Além de relaxar o indivíduo e fazê-lo conhecer culturas, povos e terras diferentes e surpreendentes. Entretanto, uma das coisas mais importantes para se fazer quando se planeja uma viagem para fora do país é conhecer um pouco da cultura do país escolhido como destino. Afinal, ficamos tão “presos” em nossa própria cultura que por vezes acabamos esquecendo que ao redor do mundo existem costume e hábitos tão interessantes e bizarros que mais parecem coisa de ficção. Então listamos 41 coisas surpreendentes que são proibidas em países ao redor do mundo. Ao mesmo tempo que algo é considerado legalizado em um lugar, em outro pode não ser permitido assim. Confira:

Fonte: Ultra Curioso
Fonte: Ultra Curioso

1 – Dar nome ao seu bebê – Dinamarca

Na Dinamarca, escolher o nome do seu filho ou filha que acabou de nascer não é bem como você deseja. O país tem uma lista aprovada pelo governo em que as pessoas podem escolher apenas por elas. O governo de lá restringe bastante a liberdade de escolha do nome pelos pais.

 

 

 

Fonte: Ultra Curioso
Fonte: Ultra Curioso

2 – Proibido falar mal do país – Filipinas

Nas Filipinas, falar mal da região é sinal de represália forte de qualquer forma. A atriz Claire Danes descreveu a cidade de Manila como “uma cidade medonha e estranha” e que “cheirava a baratas”. Em represália ao que ela disse, a cidade boicotou os seus filmes e ela foi proibida de voltar lá algum dia.

 

 

Fonte: Ultra Curioso
Fonte: Ultra Curioso

 

3 – Corte de cabelo espetado – Irã

Com o intuito de manter as influências do mundo ocidental fora do seu país, o Irã criou regras bem restritas quanto ao penteado dos homens. Lá, não são permitidos rabos de cavalo, cabelos estilo mullet e até mesmo o estilo espetado para cima. O corte deve seguir uma linha mais “comportada”, segundo as autoridades.

 

 

Fonte: Ultra Curioso
Fonte: Ultra Curioso

4 – Dia dos namorados – Arábia Saudita

A Arábia Saudita não aprova o dia dos namorados e acha que o dia cheio de corações e declarações é uma violação direta de suas crenças muçulmanas. Eles proíbem as lojas de flores e presentes a abandonar tudo o que remete ao vermelho ou romântico. Essa proibição chegou a fazer as pessoas criarem um mercado negro para que possam comemorar a data.

Se você é do tipo que adora o Dia dos Namorados, então não vai gostar nada da Arábia Saudita. Segundo as crenças muçulmanas, a data é uma violação aos costumes tradicionais. Além do mais, é proibida a venda de coisas vermelhas na data para “evitar a tentação” de presentear alguém.

Fonte: Heyu Go Girl
Fonte: Heyu Go Girl

 

5 – Pornografia com seios pequenos – Austrália

Na Austrália, está instituída uma proibição de filmes adultos, principalmente os com mulheres de seios considerados pequenos por eles alegarem que elas são olhadas como menores de idade. O Conselho de Classificação da Austrália simplesmente não aceita e rejeita filmes pornográficos que tenham atrizes com os seios muito pequenos.

 

 

Fonte: Olwomen
Fonte: Olwomen

6 – Vestuário Emo – Rússia

Na Rússia, a famosa tribo dos emos não é nada bem-vinda: pelo contrário. O governo russo proibiu o uso de vestes consideradas “emo”, pois segundo ele, os emos são um tipo de ameaça à estabilidade da nação – uma vez que a filosofia emo incentiva a conduta depressiva e suicida.

Fonte: Chá com Cupcakes
Fonte: Chá com Cupcakes

 

 

7 – Cor Amarela – Malásia

Já na Malásia, as roupas amarelas foram banidas. O governo proibiu o uso da cor em 2011, devido ao uso oficial que um grupo  de ativistas “subversivos” fazia do amarelo. Ou seja, se for visitar a Malásia não inclua na sua mala aquela sua camisa amarela que você tanto gosta.

 

Fonte: Ultra Curioso
Fonte: Ultra Curioso

.

8 – Celular – Cuba

Durante o governo de Fidel Castro, em Cuba, uma das coisas que eram proibidas no país era o uso de aparelho celular por cidadãos comuns. Apenas e exclusivamente os funcionários do alto escalão do governo tinham autorização para usar essa tecnologia.

 

 

Fonte: Dicas de Mulher
Fonte: Dicas de Mulher

9 – Chicletes – Singapura

Em Singapura, a comercialização do chiclete (ou goma da mascar) foi proibida desde o ano de 1992. O objetivo da estranha proibição foi manter os locais públicos limpos. Singapura é considerado um dos países mais limpos do mundo, principalmente por suas leis severas contra cuspir ou jogar lixo na rua. Talvez seja por isso que o chiclete seja banido. Você só pode consumi-lo se tiver alguma receita médica que indique a sua necessidade. Você só pode mascar chiclete em Singapura se tiver receita médica para isso.

Fonte: Fatos Miterioso
Fonte: Fatos Miterioso

 

10 – Manequins – Irã

A exposição de manequins é proibida no Irã. Várias são as proibições do país, e tudo o que pode “ferir os princípios religiosos” do país é severamente banido. O boneco só é liberado se estiver usando um hijab (peça do vestuário muçulmano).

 

 

 

Fonte: Blog Vale Saúde
Fonte: Blog Vale Saúde

11 – Sacolas plásticas – Bangladesh, França, México e Tanzânia

O Bangladesh, França, México e Tanzânia proíbem o uso de sacolas plásticas em mercados e outros comércios. A medida visa ajudar na preservação do meio ambiente e, se formos parar pra pensar, a medida pode ser realmente eficaz.

Fonte: Monster Box
Fonte: Monster Box

 

12 – Vídeo game – China

No ano de 2002, o governo da China proibiu o uso de consoles com o objetivo de fazer os jovens pararem de “desperdiçar tempo” e terem desejo de trabalhar e estudar mais.

 

Fonte: Obvious Mag
Fonte: Obvious Mag

.

13 – Kinder Ovo – Estados Unidos

Nos Estados Unidos, uma antiga lei, de 1938, proíbe brinquedos que possam causar asfixia em crianças, por isso o Kinder Ovo é banido por lá. Quem tenta entrar no país com a guloseima pode ser barrado por contrabando! O lance é se deliciar com ele por aqui, se você tiver coragem de pagar o preço dele… Brinquedos pequenos podem levar crianças ao sufocamento.

 

Fonte: Bolsa de Mulher
Fonte: Bolsa de Mulher

14 – Nomes de bebês

Existe uma lista de nomes proibidos ao redor do mundo, mas é sempre curioso nos lembrarmos de alguns casos. No Brasil, não se pode colocar o nome de Saddam Hussein; enquanto na Nova Zelândia é proibido Stallion, algo como “garanhão”, em tradução do inglês. Já a Dinamarca mantém uma lista de 7 mil nomes permitidos.

 

 

Fonte: DJ Guide
Fonte: DJ Guide

15 – Dançar em clubes noturnos – Japão

Durante a Segunda Guerra Mundial, os salões de dança no Japão se tornaram fachadas para a prostituição. Por isso, o país proibiu as danças em discotecas a partir da meia-noite. A aplicação dessa lei já foi mais severa, mas estão tentando aliviá-la por conta dos Jogos Olímpicos de 2020, que serão realizados em Tóquio. Baladas no Japão devem acabar antes da meia-noite.

Fonte: Shampoo de Laranja
Fonte: Shampoo de Laranja

.

16 – Cortes de cabelo – Irã

Em 2010, o Irã sancionou a lei que proibia os homens de ostentarem penteados considerados ocidentais. Por isso, rabos de cavalo e mullets estão fora dos cardápios dos cabeleireiros iranianos. O mesmo vale para quem usa cabelos espetados! Ainda assim, o gel está liberado. Mullets deveriam ser proibidos em todo o planeta.

 

Fonte: Blog Nerd e Geek
Fonte: Blog Nerd e Geek

.

17 – “The Big Bang Theory” – China

Em abril de 2014, a Administração Estatal de Imprensa, Publicação, Rádio, Cinema e Televisão da China retirou as séries “The Big Bang Theory”, “The Good Wife”, “NCIS” e “The Practice” de sites online de transmissão de vídeo, de acordo com informe do Global Times. Fãs dessas séries expressaram indignação, pois elas não parecem apresentar qualquer conteúdo subversivo, violento ou ilegal. A administração disse que as séries foram proibidas devido a interesses de copyright ou por violar uma regulação contra programas com conteúdo que “fere a soberania nacional e a integridade territorial”,  induz jovens a cometer crimes”, ou “promove cultos e crenças supersticiosas”.

Fonte: US Magazine
Fonte: US Magazine

18 – Brad Pitt – China

O famoso ator americano Brad Pitt foi formalmente proibido de entrar na China depois de sua atuação no filme Sete Anos no Tibete, onde interpreta o tutor austríaco do Dalai Lama em 1997 (a restrição foi abrandada recentemente depois de uma visita tranquila a Xangai com a sua mulher, Angelina Jolie, que estava promovendo seu novo filme “Maléfica”). Da mesma forma, a China proibiu Harrison Ford e Richard Gere devido ao seu apoio à autodeterminação do Tibete, e cineastas como Martin Scorsese e Khashyar Darvich foram adicionados à lista negra por suas representações positivas do Dalai Lama em “Kundun” e “Dalai Lama Renaissance”, respectivamente.

Fonte: Facebook
Fonte: Facebook

19 – Facebook – China

As autoridades chinesas bloquearam o Facebook desde 2009, possivelmente devido aos distúrbios que eclodiram em julho daquele ano entre a população de minoria étnica Uigur e Chineses Han em Xinjiang, segundo a CNN. Somente sites chineses de mídia social, como Sina Weibo, que estão sujeitos à censura sistemática, podem florescer na China. No entanto, muitos usuários utilizam ferramentas como redes privadas virtuais (VPNs) para contornar o Grande Firewall.

A China também proibiu o Instagram, aplicativo de compartilhamento de fotos por telefone, de propriedade de Facebook, logo após o início dos protestos pró-democracia em Hong Kong, em 2014, expondo os temores que o regime comunista tem de uma ligação entre plataformas de mídia social e distúrbios civis.

Fonte: Play Google
Fonte: Play Google

20 – Twitter – China

Assim como o Facebook, em 2009 o Twitter tomou seu lugar na longa lista de sites censurados na China.

No final de 2010, a Academia Chinesa de Ciências Sociais declarou que havia 41%, ou 1,3 milhão a menos de sites acessíveis em comparação com o final de 2009, de acordo com a BBC. Sites bloqueados dentro da China permitem que curiosos na Internet fora da China consigam testar se um site está bloqueado na China, em tempo real.

Fonte: Cidade Artes
Fonte: Cidade Artes

21 – Avatar em 2D – China

Menino observa cartaz do filme “Avatar” em um cinema em Pequim, em 21 de janeiro de 2010, antes do anúncio das autoridades chinesas de planejar retirar mais cedo da exibição das salas a versão 2D do filme.

Apesar de altamente bem sucedido nas bilheterias chinesas, os censores proibiram a versão 2D de Avatar (a China tem poucos cinemas 3D, por isso proibir apenas a versão em 2D teve efetivamente o objetivo de impedir as massas de assistir ao filme), devido às conotações políticas que podem ser interpretadas como um incentivo às comparações entre os materialistas, invasores humanos de Pandora e a tomada comunista da China em 1949.

Na verdade, o povo chinês não pode legalmente assistir à maioria dos blockbusters de Hollywood, já que apenas 34 grandes filmes estrangeiros são lançados todos os anos nos cinemas chineses, de acordo com artigo no The Guardian. E mesmo após a aprovação, o Partido retira qualquer conteúdo considerado de mau gosto ou subversivo.

Fonte: Blog Giuliana Flores
Fonte: Blog Giuliana Flores

22 – Flor de Jasmim – China

Depois da Revolução Jasmim na Tunísia, o regime chinês censurou a palavra “jasmim” na Internet e proibiu a venda da flor em vários mercados ao redor de Pequim, de acordo com reportagem do New York Times, devido ao seu potencial para desestabilizar a sociedade chinesa em chamadas semelhantes para a democracia.

 

 

Fonte: Lucila Diniz
Fonte: Lucila Diniz

23 – Viagem no Tempo – China

O regime chinês proibiu filmes sobre viagem no tempo por serem “frívolos” e fazerem um retrato desrespeitoso da história, conforme relatado pelo The New Yorker. Vindo do Partido Comunista Chinês, esta declaração parece um tanto irônica, considerando a destruição sistemática de relíquias históricas e culturais chinesas feitas sob o nome de revisionismo histórico no sistema de ensino do Estado sob seu domínio.

Fonte: Rede Amigo Espirita
Fonte: Rede Amigo Espirita

24 – Reencarnação – China

Em 2007, a China proibiu monges budistas tibetanos de reencarnar sem a aprovação de uma lei emitida pela Administração Estatal para os Assuntos Religiosos. De acordo com a Newsweek, uma revista popular de notícias, a medida se destina a limitar a influência do Dalai Lama, líder budista tibetano cuja alma tradicionalmente reencarna em um novo ser humano que continua o seu trabalho de aliviar o sofrimento da humanidade.

Em março deste ano, a revista Time relatou que o governo chinês e o Dalai Lama haviam entrado em uma nova rodada de disputas, quando o Dalai Lama afirmou que o regime chinês não tinha o direito de escolher seu sucessor e que talvez ele não reencarne futuramente. Pois é, se for reencarnar na China, melhor avisar. Isso porque voltar a esse mundo sem aviso prévio é uma das coisas proibidas no País. Essa proibição, aliás, foi uma forma de “atacar” os budistas tibetanos.

Fonte: Pava Blog
Fonte: Pava Blog

25 – Irmãos – China

Devido à política do filho único da China, irmãos geralmente não são permitidos (com exceção de gêmeos e trigêmeos) como uma medida de controle da população, sendo o principal alvo os grandes centros urbanos, em particular. Mulheres que engravidam pela segunda vez são obrigadas a abortar seu filho, ou em algumas áreas, pagar uma enorme multa. Esta política produziu desequilíbrios sociais, tal como pais abortando ou abandonando bebês do sexo feminino devido à sua preferência por meninos.

Fonte: Blog Npi Brasil
Fonte: Blog Npi Brasil

26 – Google – China

O povo chinês não pode utilizar o Google, ao contrário de pessoas de outros países, quando se deparam com um problema ou uma dúvida na internet. Além disso, outros produtos associados, tais como Youtube, Gmail e Google+, também são bloqueados na China.

Os engenhos de busca permitidos pelas autoridades estão sujeitos a severas restrições. Por exemplo, termos de pesquisa como “protesto da Praça Tiananmen”, manifestação estudantil pró-democracia ocorrida em 1989, em Pequim, quando aconteceu o massacre de centenas ou milhares de cidadãos pelas forças militares do regime, ou “Falun Gong”, uma disciplina espiritual pacífica brutalmente perseguida pelo Partido Comunista desde 1999, foram banidos completamente, forçando os usuários de internet chineses a inventar nomes de códigos alternativos não convencionais para abordar estes temas.

Fonte: Tudo Interessante
Fonte: Tudo Interessante

27 – Alimentos enriquecidos – Dinamarca

Na Dinamarca, uma das coisas proibidas são alimentos enriquecidos com vitaminas, sais minerais, cálcio e assim por diante. Por causa disso, produto como Ovomaltine, achocolatado e alguns cereais não podem ser consumidos em terras dinamarquesas.

 

Fonte: Wikipedia
Fonte: Wikipedia

.

28 – Scrabble (palavra cruzada de tabuleiro) – Romênia

Na Romênia, durante a década de 1980, o presidente Nicolae Ceausescu proibiu a venda desse jogo. A justificativa era de que as palavras cruzadas são “excessivamente intelectuais” e um “mal destruidor”… isso, claro, porque fazia as pessoas pensarem mais.

.

Fonte: Mini Lua
Fonte: Mini Lua

29 – Mulheres no volante – Arábia Saudita

Essa é uma das coisas proibidas mais chocantes da Arábia Saudita. Embora não exista nenhuma lei que proíba, efetivamente, que mulheres dirijam carros, as licenças simplesmente não são emitidas a elas.

 

Fonte: Taringa
Fonte: Taringa

.

30 – Ketchup – França

Na França, uma da coisas proibidas, é comer ketchup. A proibição entrou em vigência em 2011, pelo menos nos refeitórios das escolas, para preservar a culinária francesa.

 

.

Fonte: Blogs Universal
Fonte: Blogs Universal

31 – Bater em crianças – Suécia

Na suécia, nem mesmo os pais podem bater nas crianças. Essa é um das coisas proibidas pelo governo no País.

 

Fonte: Noticias Católicas
Fonte: Noticias Católicas

.

32 – Andadores para bebê – Canadá

No Canadá, é bom que os bebês sejam espertos o suficiente para aprenderem a andar sozinhos. Isso porque uma das coisas proibidas no País é o uso de andadores. Para criar a proibição, em 2004, o governo se baseou em estudos que apontam que bebês que foram ensinados a andar com o auxílio de um andador tinham um desenvolvimento motor atrasado.

 

Fonte: Wikipedia
Fonte: Wikipedia

33 – McDonald’s – Bolívia

Se você estiver com fome, na Bolívia, a única coisa que você não vai encontrar é um McDonald’s. O mais engraçado de tudo é que essa não é uma das coisas proibidas por lei no País. O problema é que os próprio bolivianos rejeitam as fast foods americanas, ao ponto de provovar o fechamento de algumas lojas da rede que chegaram a se aventurarem por lá. Aliás, a Bolívia é o único aís latino-americano que não conta com estabelecimentos especializados em fast foods.

Fonte: Tudo de Lingerie
Fonte: Tudo de Lingerie

.

34 – Proibido usar sutiã – Somália

Desde 2009, as mulheres somalis que usam sutiã estão sendo chicoteadas em público pelo grupo radical islâmico Al Shabaab. Elas são acusadas de violar as leis do islã por enganar outras pessoas sobre o estado natural dos seios e por provocar desejo sexual.

 

.

Fonte: Grupo Violes
Fonte: Grupo Violes

 

35 – 77 cursos universitários são proibidos às mulheres – Irã

Biologia e literatura inglesa fazem parte dos cursos que as mulheres não podem escolher em 36 universidades do país. Por quê? Um diretor acadêmico avaliou que essas não são disciplinas adequadas à natureza feminina.

 

36 – Mulheres não podem vestir calça – Suazilândia

Fonte: De Fato Online
Fonte: De Fato Online

Nesse pequeno país africano, última monarquia do continente, usar calças é considerada uma forma de desrespeito. Recentemente uma mulher foi proibida de participar de uma eleição porque vestia calças. Uma lei parisiense parecida autorizava mulheres a usar calças apenas se tivesse uma autorização da polícia. A lei datava de 1800 e não tinha mais poder jurídico, mas foi cancelada oficialmente apenas em 2013.

 

Fonte: Bicicletas do Vale
Fonte: Bicicletas do Vale

.

37 – Bicicleta na calçada – Brasil

Quando não há ciclovia, ciclofaixa ou acostamento, as bicicletas precisam ficar na pista, no mesmo sentido dos carros, próximas às calçadas. Conduzir o veículo nas calçadas que não permitem o seu uso é proibido e pode gerar multa (infração média).

 

Fonte: Speedy Bronze
Fonte: Speedy Bronze

.

38 – Bronzeamento Artificial – Brasil

Apesar de permitidas fora do Brasil, e das inúmeras clínicas clandestinas, as câmaras artificiais são consideradas cancerígenas e estão proibidas desde 2009 no país.

 

Fonte: Amere
Fonte: Amere

 

39 – Narguilé – Brasil

Também por seu conteúdo cancerígeno, o produto foi proibido pela Anvisa no Brasil desde 2014. Uma ‘sessão’ corresponde a cerca de 20 a 30 cigarros comuns.

 

 

 40 – Cigarro eletrônico – Brasil

O aparelho que imita o cigarro não pode ser comercializado, distribuído, nem importado aqui desde 2009.

Fonte: Brasil Post
Fonte: Brasil Post

41 – Molhar pedestre – Brasil

O motorista que passar por uma poça d’água e molhar algum pedestre está cometendo uma infração média. São 4 pontos na carteira e uma multa de R$ 85.

Fonte: D Bahia
Fonte: D Bahia

E aí tem algo escrito errado? Ficou com alguma dúvida ou tem alguma sugestão de matéria para O DesaForado? Envie para nós clicando no botão abaixo e não esqueça de deixar seu comentário abaixo.

Enviar Dica


Fonte: Ultra Curioso, Segredos do Mundo, Mega Curioso, Epoch Times, Br Rfi Fr, Batanga.

Deixe uma resposta