Há muitas anomalias genéticas e condições médicas que as pessoas precisam lidar. Muitas anomalias bizarras são desconhecidas, e muitas também são conhecidas. Confira esta incrível lista de algumas anomalias genéticas bizarras.

anomalias genéticasConfira 25 bizarras anomalias genéticas que são reais

25. Mamilo em um pé

mamilo no pe

Ter mamilos extra não é tão incomum como pode soar, mas um mamilo de tamanho completo na sola de um pé é extremamente incomum. De acordo com o Dermatology Journal, sediado na Califórnia, é a primeira vez que um mamilo foi descoberto até agora pelo corpo de alguém. O orgulhoso “dono” desse mamilo é Lily Allen, de 26 anos, do Brasil.

24. Três pernas

tres pernas

Nascido na Sicília, Itália, Frank Lentini (1881-1966) era conhecido por ter três pernas. Sua deformidade foi o resultado de um gêmeo unido parcialmente absorvido. O gêmeo estava ligado à base da sua coluna vertebral e consistia de um osso da pelve, um conjunto básico de genitália masculina e uma perna de tamanho normal que se estendia do lado direito de seu corpo, com um pequeno pé ligado a este joelho extra. É mencionado que Lentini tinha 16 dedos no total e 2 conjuntos funcionais de órgãos sexuais masculinos.

23. Mão gigante

mao gigante

Oficialmente chamado de macrodactilia, o gigantismo local é uma condição médica rara, em que uma certa parte do corpo cresce a um tamanho maior do que o normal. Em 2007, Lui Hua da China foi hospitalizado com esta condição. Naquela época, seu polegar esquerdo media mais de 10 polegadas (25,4 cm) e seu dedo indicador quase atingiu 12 polegadas (30,5 cm).

22. Lipodistrofia progressiva

lipodistrofia

Também conhecido como Reverse Benjamin Button Syndrome (Síndrome Reversa de Benjamin Button), a lipodistrofia faz com que os pacientes pareçam muito mais velhos do que realmente são. Até agora, apenas cerca de 200 casos desta condição bizarra foram relatados em todo o mundo, afetando principalmente as mulheres. Uma delas foi Zara Hartshorn, uma adolescente de South Yorkshire, no Reino Unido, que – aos 15 anos – às vezes era confundida com a mãe de sua irmã mais velha.

21. O homem elefante

homem elefante

Joseph Merrick (1862-1890) era um inglês que, devido a suas anomalias genéticas, foi apelidado de Homem Elefante. Sua pele parecia grossa e irregular, ele desenvolveu um alargamento de seus lábios, e um caroço ósseo cresceu em sua testa. A causa exata dessas anomalias é desconhecida, no entanto, médicos modernos sugerem que foi uma combinação de várias doenças, como neurofibromatose tipo I e Síndrome de Proteus.

20. Síndrome do Homem de Pedra

homem de pedra

Oficialmente conhecida como Fibrodisplasia Ossificante Progressiva (FOP), a Síndrome do Homem de Pedra (ou Doença do Homem de Pedra), é uma doença extremamente rara do tecido conjuntivo. Nas pessoas que sofrem desta doença, o tecido ósseo cresce onde músculos, tendões e outros tecidos conectivos devem ficar, efetivamente restringindo o movimento dos pacientes que, gradualmente, se tornam estátuas vivas.

19. Alopécia areata

alopecia

Uma das anomalias menos graves nesta lista, conhecida cientificamente como Alopécia areata, é uma condição em que o cabelo é perdido de áreas específicas do corpo, como na cabeça, na região peitoral e na região pubiana.

18. Albinismo

albinismo

Albinismo é uma doença congênita caracterizada pela ausência total ou parcial do pigmento na pele, cabelo e olhos. A doença em si não causa mortalidade – pessoas atingidas com albinismo são geralmente saudáveis, mas a falta de pigmento bloqueando a radiação ultravioleta aumenta o risco de câncer de pele, defeitos na visão e outros problemas. A ocorrência de albinismo é muito rara. Nos Estados Unidos e na Europa, menos de 5 em cada 100.000 pessoas sofrem desta doença.

17. Diprosopia

diprosopia

Diprosopia, também conhecida como duplicação craniofacial, é uma doença congênita extremamente rara em que as partes (ou toda a face) são duplicadas. Esta anomalia é o resultado da atividade anormal da proteína chamada SHH (Sonic hedgehog). Você leu isso direito. Esta proteína foi realmente nomeada após o lançamento do jogo Sonic The Hedgehog.

Nota: A foto acima é uma imagem editada no Photoshop.

16. Gastrosquise

gastrosquise

A Gastrosquise é uma doença congênita caracterizada por um defeito na parede abdominal anterior, através da qual os conteúdos abdominais projetam-se para fora livremente. Tipicamente, o abdômen encaixa os órgãos internos à medida em que o feto envelhece, mas às vezes, a parede abdominal não faz isso corretamente e alguns dos órgãos do feto acabam presos para fora do seu corpo. Embora pareça assustador, nesses dias, a taxa de sobrevivência de tal condição é de 90%.

15. Hipertricose

hipertricose

Comumente conhecida como Síndrome de Ambras ou Síndrome do Lobisomem, a Hipertricose é uma anomalia genética caracterizada por uma quantidade anormal do crescimento de pelos. As pessoas que sofrem desta doença têm cabelo excessivo em suas costas, braços, rosto e outras partes do corpo.

14. Língua geográfica

lingua geografica

Conhecida como eritema migratório ou erupção errante da língua, a língua geográfica é uma condição inofensiva caracterizada por áreas onde existe uma maior concentração de papilas lisas e vermelhas que migram ao longo do tempo. A doença tem seu nome após a língua ficar com a aparência de um mapa. Afetando cerca de até 3% da população geral, é uma das anomalias genéticas mais comuns.

13. Doença do homem-árvore

homem-arvore

Cientificamente conhecida como Epidermodysplasia verruciformis ou displasia de Lewandowsky-Lutz, a doença do homem-árvore é uma doença genética autossômica recessiva extremamente rara caracterizada por uma sensibilidade anormal ao vírus do papiloma humano (HPV) na pele. Esta condição faz com que verrugas escamosas cresçam nas mãos, pés e até mesmo o rosto, fazendo a pessoa parecer que tem pedaços de árvore e raízes pelo corpo.

12. Bebê com cara de sapo

bebê sapo

Em 2006, um bebê sem pescoço com olhos enormes nasceu no Nepal. Nascido de uma mãe de duas filhas normais, o bebê sofreu de anencefalia, uma condição que é caracterizada pela ausência de grandes porções do cérebro, crânio e couro cabeludo.

11. Ectrodactilia

ectrodactilia

Também conhecida como malformação de mão dividida, ectrodactilia é uma deformidade de membro raro que envolve a deficiência de um ou mais dedos centrais da mão ou do pé. Mãos e pés de pessoas que sofrem desta condição são muitas vezes descritas como “garras” e podem incluir apenas o polegar e um dedo (geralmente o dedo mínimo, dedo anelar, ou uma sindactilia (união entre dois ou mais dedos) entre os dois.

10. Pé torto congênito

pe torto

Oficialmente conhecido como pé torto congênito, essa malformação é uma deformidade congênita envolvendo um pé ou ambos, que parecem ter sido girado internamente no tornozelo. Um defeito de nascimento relativamente comum, ocorrendo em cerca de um em cada 1.000 nascimentos, o pé torto é duas vezes mais frequente em homens do que em mulheres. Se um tratamento adequado for aplicado durante a primeira infância, as chances de uma recuperação completa são muito elevados.

9. Pés virados para trás

pes virados

Wang Fang, uma jovem chinesa, nasceu com uma condição muito rara e bizarra que fez seus pés crescerem para trás. Os médicos não tinham certeza se ela poderia andar normalmente, mas Fang aprendeu não apenas a andar, mas até correr – mais rápido do que a maioria dos seus amigos.

8. Síndrome da Regressão Caudal

regressao caudal

Ocorrendo a uma taxa de aproximadamente um em 25.000 nascimentos, a Síndrome de Regressão Caudal é uma doença congênita em que há um desenvolvimento fetal anormal da coluna inferior. Johnny Eck, um americano artista de Freak Show (show de aberrações), nasceu sem a metade inferior do seu tronco. É uma das pessoas mais famosas do mundo com esta rara anomalia.

7. Polimelia

polimelia

Polimelia é um defeito de nascimento no qual o indivíduo afetado tem mais do que o número usual de membros. Houve vários casos da anomalia, mas um dos casos mais famosos é o de um menino da Índia que nasceu com três braços. O menino foi submetido a uma operação bem sucedida para remover o terceiro membro.

6. Chifre cutâneo

chifre cutaneo

Também conhecido como corno cutâneo, o chifre cutâneo é um tumor de pele incomum feito de queratina e com a aparência de um chifre, ou às vezes de madeira ou coral. Eles são geralmente pequenos e localizados, mas – em casos muito raros – podem ser muito maiores. Por exemplo, Zhang Ruifang, uma velha chinesa, tinha um chifre de 2,4 polegadas (6 cm) em sua testa. Mas isso não é nada comparado a Madame Dimanche, uma mulher francesa que viveu no início do século 19, cujo chifre media 10 polegadas (25 cm).

5. Ictiose arlequim

ictiose arlequim

A ictiose arlequim é uma doença genética muito rara e muitas vezes fatal. Bebês afetados com essa doença nascem com placas extremamente grossas de pele com fissuras vermelho escuro sobre seus corpos inteiros.

4. Ciclopia

ciclopia

Também conhecida como ciclocefalia, a ciclopia é uma doença rara caracterizada pela falha do embrião para dividir corretamente as órbitas do olho em duas cavidades. É mais frequente em animais, mas houve alguns casos de anomalia em seres humanos também. Em 2006, por exemplo, um bebê com um olho nasceu na Índia. Além do olho ausente, também estava faltando um nariz para o bebê e o seu cérebro estava fundido em um único hemisfério (os humanos possuem dois, o direito e esquerdo, obviamente). Morreu alguns dias depois do nascimento.

3. Espinha bífida

espinha bifida

Chandre Oram, um trabalhador indiano em uma propriedade de chá na Bengala Ocidental (estado da Índia), é famoso por ter uma cauda longa de 33 cm (13 polegadas). Admirado por muitos locais como uma encarnação de Hanuman, um deus Hindu, Oram nasceu com uma malformação conhecida como espinha bífida.

2. Síndrome de Uner Tan

uner tan

Proposto e nomeado pelo biólogo evolucionário turco Uner Tan, a síndrome de Uner Tan é uma condição extremamente rara, em que as pessoas andam com uma locomoção quadrúpede, ficam agitadas, com problemas de fala e possuem retardo mental grave. Há apenas alguns casos da doença registrados, todos eles na Turquia.

1. Trimetilaminúria (Síndrome do odor de peixe)

sindrome do odor de peixe

Científicamente conhecida como Trimetilaminúria, a Síndrome do odor de peixe é um distúrbio metabólico raro que causa um defeito na produção normal da enzima flavina contendo monooxygenase 3. As pessoas afligidas com a condição não têm qualquer dor física ou sintomas visíveis – a única coisa que esta anomalia causa é um cheiro agudamente insuportável que se assemelha a podridão de peixes, ovos podres, lixo ou urina.

Fonte: Acredite ou Não

Deixe uma resposta