O acidente com o avião da Chapecoense, que matou 71 pessoas e deixou apenas seis sobreviventes, trouxe à tona um questionamento: como é possível sobreviver a um desastre aéreo? Será apenas uma questão de sorte, um milagre, um procedimento de segurança realizado no momento certo ou uma junção de fatores que garante a sobrevivência de uma pessoa nesta situação?

Segundo os especialistas, a chance de sobrevivência em um acidente aéreo é alta, ficando em cerca de 90%, mas algumas condições ajudam a garantir a vida dos passageiros. Em primeiro lugar, o local da aeronave que mais favorece a sobrevivência de uma pessoa durante um acidente é o fundo. Estatísticas comprovam que os passageiros sentados nesta parte do avião têm mais chances de sobreviver.

Apesar dos grandes acidentes que chocam o mundo, o avião é sim um dos meios de transportes mais seguros para se viajar. Um estudo britânico constatou que a probabilidade de um acidente aéreo acontecer é de uma a cada 67 mil voos. No caso dos acidentes com mortes, a probabilidade é ainda mais remota: uma para cada 345 mil voos.

Dicas para sobreviver a um acidente aéreo

1 – Esteja preparado para uma situação de emergência. Fique atento às condições do voo.

2 – Se possível, sente na parte de trás do avião e a uma distância de, no máximo, sete fileiras da saída de emergência.

3 – Escolha um assento no corredor.

4 – Permaneça de sapatos durante o voo.

5 – Tenha certeza de que você sabe afivelar e desafivelar o cinto de segurança corretamente.

Fonte: Blog Líder Aviação

6 – Em pousos forçados, adote a posição de impacto, colocando a cabeça entre as pernas.

7 – Tente sair do avião o mais rápido possível.

8 – Preste atenção às instruções de emergência.

9 – Se você é mulher, não viaje de salto alto.

10 – Use roupas confortáveis no voo, de preferência calça e blusa de manga comprida.

11 – Use o cinto de segurança até mesmo quando estiver dormindo.

12 – Se notar fogo, coloque uma peça de roupa no rosto.

13 – Siga todas as instruções dos tripulantes.

14 – Tente manter a calma.

Fonte: Portal Interessante

Deixe uma resposta